PERSONAGEM: O FRAUCHES TRICOLOR

Morador de Volta Redonda e aposentado, José Guilherme aproveita o passe livre no transporte para ir diariamente à Barra Mansa, onde encontra com amigos para conversar e jogar baralho

Featured image
José Guilherme Frauches

  Mineiro de Guiricema, zona da mata mineira, tem sessenta e cinco anos. Perguntado sobre seu estado civil, José Guilherme responde ironicamente: -“Sou divorciado, errar só errei uma vez, graças a Deus!”. Pai de três filhos, José Guilherme aproveita sua aposentadoria como muitos outros senhores de sua idade: jogando baralho. Pode ser trinca, buraco, tranca paraguaia, menos ‘pif paf’, diz ele.

Featured image  Não importa, o importante é estar entre amigos. É assim, que há dez anos um grupo de trinta senhores passa o dia inteiro no Centro de Barra Mansa, sentados à mesa e jogando carta. Perguntados sobre o jogo por dinheiro, eles são certos em dizer: – “Às vezes, o que está em jogo são as despesas do grupo, como uma cervejinha, um lanche”.

Featured image

  Apesar de ser tricolor, José Guilherme se orgulha em dizer que tem o mesmo sobrenome do jogador Frauches, do Flamengo. Sua vida atualmente se resume aos encontros diários com os colegas, conta que tem gente que nem vai para jogar, mas para conversar sobre a cidade, observar o jogo.

  Hipertenso e diabético, além de outros problemas de saúde, Frauches toma diariamente dezenas de remédios, mas conta que o pior já passou: – “Tive dois cânceres na boca, fumava cerca de 100 cigarros por dia, tive que escolher: ou parava ou morria, escolhi viver.” Apesar do susto, sua vida agora é outra: – “A melhor coisa é tomar um refrigerante e ficar alegre”, sobre não precisar se drogar e nem tomar bebidas alcoólicas para se sentir bem. Falando em droga, ele conta que desde que o grupo começou a se reunir entre a linha do trem e o jardim do Corredor Cultural, os casos de violência diminuíram no local: – “Aqui era um antro de usuários de crack e ladrões, ninguém ficava aqui, agora com todas essas pessoas no local, a população até se sente mais segura”.

Ativismo Comunitário

  Segurança e outros assuntos relacionados ao bem estar social são temas bastantes discutidos por ele, o grupo o define como um “ativista”, por estar sempre buscando melhorias junto com a prefeitura para o jogo deles, como iluminação no local e um banheiro público. Em Abril, Frauches e sua turma, pretendem organizar o 2º torneio de Buraco, só está esperando confirmar datas e patrocinadores.

Featured image

Matéria por Josiel Lucas

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s